Vela online

Agenda - confira os eventos

Assesar agenda completa

Warning: Illegal string offset 'id_comunidade' in /home/paroqui1/public_html/paginas/comunidade.php on line 4

Comunidades

Ver mais comunidades

São Francisco de Assis - Cupido

Os trabalhos para a criação da comunidade tiveram inicio através dos círculos bíblicos nas casas e depois, passaram a acontecer na capela, do sítio São Pedro, no bairro Cupido.

A 1ª reunião da comunidade foi em dezembro de 1996. As primeiras pessoas que iniciaram os trabalhos foram: Naíde dos Passos, Rosalia Castro Alicio, Walter Alicio, Ondina Salvador Coutinho, Maíres Marcos Marçal, Margareth Aparecida Marçal Castro, Regiana Marçal, Ronaldo Adriano Castro Alicio e Claudinéia Castro Alicio.

A nossa primeira missa foi celebrada no dia 04 de outubro de 1999 presidida pelo Padre José Mendes Lucas.

Através da doação dos moradores Walter Alicio e Ondina Salvador Coutinho foi adquirido o lote da comunidade; passado alguns anos, foi comprado mas um lote pela Mitra Diocesana. O nome do Padroeiro foi escolhido através de um consenso entre o grupo de pessoas da comunidade juntamente com Anselmo Rampinelli.
Em 1999 tiveram inicio as obras para a construção do nosso templo, que em setembro do mesmo ano foi concluída. Em outubro de 1999 veio a comunidade Imaculado Coração de Maria em procissão, trazendo a imagem de São Francisco, Quando foi feita a dedicação da igreja. A partir daí os fiéis começaram a participar ativamente das celebrações dominicais. A comunidade começou com 29 dizimistas e hoje temos 40.

Freqüentam a comunidade em média 65 fiéis, e 22 fiéis participam das equipes e pastorais que são: pastoral do dízimo, pastoral da criança, catequese, finanças,liturgia, canto, círculo bíblico, coreografia e coroinhas. E nos próximos três anos almejamos alcançar aumento de fiéis participativos, construção da igreja e término do muro.

Padroeiro -São Francisco de Assis

No dia 4 de outubro celebramos São Francisco de Assis, que nasceu na cidade de Assis, na Itália, em 1181 (ou 1182). Filho de um rico comerciante de tecidos, Francisco tirou todos os proveitos de sua condição social vivendo entre os amigos boêmios.
Tentou, como o pai, seguir a carreira de comerciante, mas a tentativa foi em vão. 

Sonhou então, com as honras militares. Aos vinte anos alistou-se no exército de Gualtieri de Brienne que combatia pelo papa, mas em Spoleto teve um sonho revelador: Foi convidado a trabalhar para "o Patrão e não para o servo".

Suas revelações não parariam por aí. Em Assis, o santo dedicou-se ao serviço de doentes e pobres. Um dia do outono de 1205, enquanto rezava na igrejinha de São Damião, ouviu a imagem de Cristo lhe dizer: "Francisco, restaura minha casa decadente".

O chamado, ainda pouco claro para São Francisco, foi tomado no sentido literal e o santo vendeu as mercadorias da loja do pai para restaurar a igrejinha. Como resultado, o pai de São Francisco, indignado com o ocorrido, deserdou-o. 

Com a renúncia definitiva aos bens materiais paternos, São Francisco deu início à sua vida religiosa, "unindo-se à Irmã Pobreza".

A Ordem dos Frades Menores teve início com a autorização do papa Inocêncio III e Francisco e onze companheiros tornaram-se pregadores itinerantes, levando Cristo ao povo com simplicidade e humildade.
O trabalho foi tão bem realizado que, por toda Itália, os irmãos chamavam o povo à fé e à penitência. A sede da Ordem, localizada na capela de Porciúncula de Santa Maria dos Anjos, próxima a Assis, estava superlotada de candidatos ao sacerdócio. Para suprir a necessidade do espaço, foi aberto outro convento em Bolonha.

Um fato interessante entre os pregadores itinerantes foi que poucos, dentre eles, tomaram as ordens sacras. São Francisco de Assis, por exemplo, nunca foi sacerdote.

Em 1212, São Francisco fundou com sua fiel amiga Santa Clara, a Ordem das Damas Pobres ou Clarissas. Já em 1217, o movimento franciscano começou a se desenvolver como uma ordem religiosa. E como já havia ocorrido anteriormente, o número de membros era tão grande que foi necessária a criação de províncias que se encaminharam por toda a Itália e para fora dela, chegando inclusive à Inglaterra.

Sua devoção a Deus não se resumiria em sacrifícios, mas também em dores e chagas. Enquanto pregava no Monte Alverne, nos Apeninos, em 1224, apareceram-lhe no corpo as cinco chagas de Cristo, no fenômeno denominado "estigmatização".
Os estigmas não só lhe apareceram no corpo, como foram sua grande fonte de fraqueza física e, dois anos após o fenômeno, São Francisco de Assis foi chamado ao Reino dos Céus.  Autor do Cântico do Irmão Sol, considerado um poeta e amante da natureza, São Francisco foi canonizado dois anos após sua morte.

EQUIPE RESPONSÁVEL: PASCOM

PRODUZIDO POR IMPACTAWEB