Vela online

Agenda - confira os eventos

Assesar agenda completa

Warning: Illegal string offset 'id_comunidade' in /home/paroqui1/public_html/paginas/comunidade.php on line 4

Comunidades

Ver mais comunidades

Cristo Rei - Bairro Morobá

A comunidade iniciou com o Encontro de “Natal em família” em 05/11/1995, com encontros realizados na “Escola Honório Nunes de Jesus” presididos por Antonio Cavalhieri e sua esposa Eliane Cavalhieri, onde ficamos até 12/04/1996. Foi um período de catequese para aquele grupo de pessoas que começavam sua caminhada, a qual podemos citar: Angélica, Ana, Adeilde, Adenilde, Edineia, Odita, Ivanete, Luciene, Marcelino, Josefa (falecida), Adelina (falecida), Sandra, Edvaldo (falecido), Luis.

A partir desta data fomos para a creche “Vovó Sinhá” onde também pudemos contar com ajuda e participação de Zacarias e sua esposa Marta (Goiabas) que começavam a animar nossas celebrações e encontros com musica e instrumento. Ficamos lá até 12/10/1996.

Logo precisaríamos mudar de local devido a reforma que aconteceria na creche, então fomos acolhidos na casa de nossa irmã Edineia e sua família na qual ficamos nos reunindo até 1998.

Como estava aumentando o numero de participantes conseguimos ajuda e juntos construímos um local ao lado da escola que apelidamos de “bambuzinho” onde ficamos menos de um ano.
Não podíamos ficar apenas sentados no banco da igreja, então surgiu a necessidade e vontade de termos um templo para nossa comunidade. Expomos nossos anseios e graças a Deus tivemos o apoio de Padre Lucas, Antonio Cavalhieri, Francisco Selvatici, Daniel (ex-presidente do bairro), Luis Lima e eles nos ajudaram a conseguir um “pedaço de chão” junto à Aracruz Celulose. Tivemos objeções, mas graças a Deus conseguimos vencer este obstáculo.
Quando tudo parecia resolvido, surge outra questão: onde fazer a porta da Igreja? Nós da comunidade queríamos a porta de entrada na frente da igreja, porem Padre  Lucas queria fazer do lado. Por fim, depois de abaixo assinados, discussões. Prevaleceu a opinião de Padre Lucas.

Após nossa tentativa frustrada, deixamos o amor de Deus fluir em nossos corações e marcamos um encontro para escolhermos o nome de nosso Padroeiro. Foram vários nomes citados, mas lembrando das dificuldades que Jesus teve que enfrentar e pela sua vitoria sobre tudo o que ele passou, sobretudo a morte, nos sentimos vitoriosos também por termos superado aquelas provações, então escolhemos Cristo Rei, exemplo de vitoria para todos nós.
E em 28/12/1999, foi celebrada a Missa de Dedicação do Altar, presidida por nosso querido Padre Lucas. Foi um dia muito especial para a Comunidade Cristo Rei.

Tivemos que nos empenhar bastante, pois tínhamos novas responsabilidades e a partir daí parecia que as pessoas estavam desanimando. Mas foi com muito chamado, e depois de certo tempo, que começamos a formar nosso conselho, as pastorais e equipes.

Muitos entraram e muitos saíram, mas atualmente temos a Pastoral da Criança, representada por Adeilde e formada por 07 pessoas entre lideres e apoio; Pastoral da Doutrina Cristã, representada por Rejane e formada por 05 catequistas; Pastoral da Caridade, representada por Maria do Livramento e que conta com mais 01 pessoa.

Temos as equipes de Acolhida, representada por Ana e formada por 03 pessoas; equipe de Canto, representante Adeilde e formado por 06 pessoas.
A nossa comunidade conta com 02 grupos do Movimento Mãe Rainha, um no bairro Nova Conquista, representado por Clovis e outro no bairro Morobá, representado por Ana. Cito também a Infância Missionária que faz um bonito trabalho de evangelização também representada por Clovis. Graças a Deus o Grupo de Jovens começou a se reerguer novamente e está participando muito fortalecendo ainda mais a comunidade, e é representado por Nilvan. Alem do conselho representado por 08 pessoas, dentre elas os representantes das pastorais e equipes acima citados e a representante da Liturgia, Angelica, a ministra da Distribuição da Sagrada Comunhão, Alaci e o Milton como representante dos coroinhas.

Celebramos a Liturgia da Palavra todo Domingo e como toda comunidade, tem dia que há uma participação maior em torno de 60 a 70 pessoas (baseados na quantidade de folhetos) e tem domingo que não vem muita gente em torno de 20 a 30 pessoas. Infelizmente muitos ainda não aprenderam a renunciar as coisas do mundo para seguir a Deus.., mas independente do números de fieis procuramos fazer sempre uma celebração alegre e acolhedora!
Não podemos deixar que o desânimo, a pouca participação, a falta de comprometimento de muitos nos façam desanimar, por isso buscamos motivar a assembléia, dentre elas, partilhamos o sonho de um dia podermos reformar nosso Templo para podermos oferecer um local melhor para fazermos as Celebrações, local para o Santíssimo, ter onde fazer nossas reuniões, catequese, enfim, tornar a casa do Senhor mais bonita, orante e aconchegante para assim realizar mais um sonho que é ver mais fieis comprometidos participando conosco com um único objetivo: Celebrar Jesus Cristo Rei do Universo..

Padroeiro - Cristo Rei do Universo

Quando o Filho do Homem voltar na sua glória e todos os anjos com ele, sentar-se-á no seu trono glorioso. Todas as nações se reunirão diante dele e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. Colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda.Então o Rei dirá aos que estão à direita: - Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes; nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim. Perguntar-lhe-ão os justos: - Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar? Responderá o Rei: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes. Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: - Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos. Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber; era peregrino e não me acolhestes; nu e não me vestistes; enfermo e na prisão e não me visitastes. Também estes lhe perguntarão: - Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, peregrino, nu, enfermo, ou na prisão e não te socorremos? E ele responderá: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer. E estes irão para o castigo eterno, e os justos, para a vida eterna

(Mateus 25, 31-46)

EQUIPE RESPONSÁVEL: PASCOM

PRODUZIDO POR IMPACTAWEB